brook_pony: (Default)
[personal profile] brook_pony in [community profile] galeriabrony
Este é o mais novo capítulo da minha fic, ele está como capítulo I porque resolvi que o outro seria o prólogo:

Esse vídeo me inspirou para escrever esse capítulo

 

Capítulo I

As duas se divertiam juntas no riacho como duas amigas normalmente fariam, mas é claro agora com um sentimento diferente de antes, ás vezes elas trocavam olhares e logo depois desviavam os olhos, as duas coravam.

–Docinho, temos que voltar para o trabalho, se o Big Mac souber que perdemos tanto tempo em um banho ele vai ficá uma fera.

–Eeyup!

Applejack olhou pra trás assustada, viu seu irmão. Rainbow Dash ficou totalmente vermelha e mergulhou para evitar olhares com Big Macintosh, o pônei vermelho de crina laranja que era irmão de AppleJack, sua Cutie Mark era uma maçã cortada ao meio.

–Big Mac, a quanto tempo cê tá aí, que susto! Isso é meio estranho sabe? – Disse Applejack

–Eeyup, mas acabei de chegar, vim procurar vocês!

–Mesmo?

–Eeyup.

–Então ocê não viu nem ouviu nada do que aconteceu aqui antes?

–Nope.

–Ah bem, acabamos caindo num lamaçal perto dos chiqueiros e viemos tomá um banho, já estávamos voltando!

–Sua amiga vai se afogar.

Rainbow Dash ainda não subira. Applejack meio desesperada puxou a amiga pra cima. Ela tossiu bastante, depois olhou para Big Mac:

–Ah, oi Big Mac, disse ela meio rindo de vergonha, nada aconteceu!

–Hum? – Estranhou Big Macintosh.

–Ela quis dizer que estamos bem, só nos sujamos. – Disse Applejack batendo de leve com seu casco no ombro de Rainbow.

–Ah, sim, sim! – Concordou a pégaso.

Elas saíram e secaram-se, depois foram caminhando até as macieiras novamente, conversando no caminho:

–Eu não esperava conseguir de primeira, AJ – Disse Rainbow

–Bem, eu não esperava que você fosse me provocar, ou ficar com as asas daquele jeito. Você nunca demonstrou nada, eu já tinha te dado indiretas antes! – Comentou AppleJack.

–Tinha? – Surpreendeu-se Rainbow Dash.

–Rainbow, pra uma pégaso que fez um Sonic Rainboom quando filhote você até que é bem lerda

–Eu juro que nunca reparei nada, pera... Quer dizer que você já gostava de mim antes de hoje?

–Poxa, você nunca percebeu mesmo, docinho? – Perguntou

–Não, nunca, é sério! – Disse Rainbow

–Bom, eu entendo, mas porque justo hoje, Rainbow?

–Bem, faz um pouco de tempo que percebi que gosto de outras éguas também – Disse Rainbow, ficando com as bochechas rosadas.

–Aw, não precisa ficar envergonhada, docinho?

–Envergonhada? Eu? – Questionou Rainbow tentando disfarçar.

–Está escrito na sua testa, Rainbow Dash. – Replicou AppleJack com um tom de deboche.

–Qual é a sua? – exclamou a pégaso se levantando nas patas traseiras.

–Wo, sem estresse, mocinha!

–Desculpa, mas você....

–Calada – Disse Applejack

–O que foi que você disse?! – Quase gritou Rainbow virando-se para AppleJack

Ao virar-se os lábios de Rainbow foram recebidos pelos de AppleJack mais uma vez, por um minuto só ouvia-se os pássaros e esquilos. O barulho do vento batendo nas folhas das macieiras era como uma melodia.

–Calada eu disse, só aproveite o momento, ocê se estressa muito fácil. – Disse AppleJack com uma voz doce.

–Desculpe, deve ser a empolgação – Disse Rainbow um pouco corada

–Tudo bem – Acalmou-a AppleJack.

Elas continuaram caminhando e chegando às macieiras, voltaram a coicear, porém dessa vez trabalharam mais perto, riam e brincavam, trocavam alguns beijos ás vezes, já as duas horas daquela tarde tinham terminado o serviço daquele dia.

–Sei que disse sobre passar na Twilight, mas as coisas mudaram agora docinho, ocê decide o que faremos! – Disse Applejack.

–Oh, isso é tão inesperado, bem eu gostaria de passar um tempo com você, depois podemos ir lá, você tem algum lugar que possamos ficar a sós?

–A sós? – Perguntou Applejack meio corada.

–Que nem estamos agora, não é nada demais, é? – Questionou Rainbow Dash.

–Não, claro que não. – Disse a pônei terrestre forçando uma risada.

–Você está pensando no que, hein Applejack? – Desconfiou Rainbow.

–Nada, querida, vou te levá pra macieira solitária no alto do maior monte de toda a Sweet Apples Acres, ás vezes fico na sombra dela quando preciso pensar.

–Oh, isso me parece legal!

–Vai ser sim!

As duas caminharam até o lugar mencionado anteriormente, lá elas se deitaram em baixo da árvore. Rainbow ficava olhando as nuvens, Applejack acariciava sua crina, olhava para a pégaso, confusa.

–Porque queria ficar sozinha comigo aqui, docinho? – Questionou Applejack.

–Esse carinho todo, sabe? Me lembrar algumas coisas, acho que fiquei meio pra baixo! Mas sei lá, acho que não dividiria isso com as outras.

–Por que Dashie?

–Ah, porque você me entenderia! Eu sinto saudade da minha mãe, AJ.

–Oh, eu... Eu entendo. – Lagrimas lentamente escorreram dos olhos de Applejack

Elas ficaram quietas por uns estantes, Rainbow só olhava pro céu, depois ela se virou para Applejack.

–Você está chorando? – Perguntou Rainbow Dash.

–E como não estaria, eu, bem, sinto saudade dos meus pais também, a vovó cuida de mim e sou muito grata a ela, mas tenho tanta saudade, não consigo dizer isso pro Big Mac, e coitadinha da Apple Bloom, nem chegou a conhece-la direito. Eu não tenho com quem compartilhar isso.

–Agora tem, sua boba – Disse Rainbow baixinho, chegando perto da orelha de Applejack.

–Oh, obrigada docinho – Disse Applejack abraçando-a com força.

A boca de Rainbow ainda estava perto da orelha de Applejack, e na surpresa do abraço, Dash a mordeu devagar. Applejack levou um pequeno susto, mas depois disso a mordida não pareceu mais incomodá-la, e ela foi se aproximado mais dela, o abraço foi ficando mais apertado, mas não de uma maneira ruim, era confortável, como uma proteção que Rainbow precisava a algum tempo, para Applejack isso era recíproco.

Rainbow apoiou a cabeça no ombro de Applejack e começou a chorar também.

–Não conte isso pra ninguém, ok? – Perguntou Rainbow Dash

– Contar o que? – Questionou Applejack.

–Sobre a saudade que sinto da minha mãe.

–Só se prometer não falar sobre eu e os meus pais.

–Somos orgulhosas de mais não, acha? – Riu um pouco a pégaso. – Claro que prometo.

– É, você tem razão. – Riu também Applejack – Prometo também. Promessa Pinkie?

Applejack colocou seu casco sobre o olho e olhou com uma expressão séria para Dash.

–Promessa Pinkie. – Afirmou Rainbow repetindo o mesmo gesto.

–Vamos ver as garotas, sim? Isso já está muito deprê, cê num acha?

–Tem razão Applejack, mais eu queria lhe perguntar uma coisa. Porque vocês não colhem as maçãs dessa macieira aqui.

–Bem, lembra quando eu disse que vinha aqui pra pensar, bem na verdade eu venho aqui pra conversar, meus pais estão aí em baixo dessa macieira – Disse Applejack com um olhar meio vazio.

–Hm, simbólico isso, bonito. Eu não tenho nada pra fazer, não sei onde mamãe está.

on 2013-05-26 04:13 am (UTC)
101lost: (Default)
Posted by [personal profile] 101lost
Hahaha, sempre suspeitei. Brincadeira, sua fic está me trazendo ideias bizarras para a que eu estou fazendo cara. Sabe como eu gosto de terror né? Quase que eu penso na Pinkamena aparecendo ali com uma arma branca quando elas fazem a promessa Pinkie, tipo, só um vulto. Estou gostando, como sou ULTRA INICIANTE, não tenho o que criticar construtivamente, e peço desculpas por isso.

Profile

galeriabrony: Pinkie e Twilight: HONK! (Default)
Galeria Brony: A Arte é Mágica

June 2013

S M T W T F S
      1
2345678
9101112131415
161718 1920 2122
23242526272829
30      

Most Popular Tags

Page Summary

Style Credit

Expand Cut Tags

No cut tags
Page generated Jul. 22nd, 2017 04:38 pm
Powered by Dreamwidth Studios